sexta-feira, 2 de março de 2018

Dancing Brasil 3 - Ep. 07 (28/02/2018)

O 7º episódio do Dancing Brasil 3 marcou a metade da temporada e trouxe novidades. Se até então a inclusão do forró como ritmo "oficial" era o único diferencial comparado às temporadas anteriores, a noite de ontem apresentou a tarefa de cada participante se apresentar duas vezes - uma da forma tradicional e outra em grupo. O mais interessante foi descobrir que estava tudo lá na abertura.

Na abertura, uma coreografia "Dance Battle" já mostrava os times vermelho e branco com seus integrantes. Os fins justificam os meios começos, não é?

Nossa Rainha não participou do  número (😭), mas deu um xou a parte com o figurino. Como o programa não tinha um tema definido, o visual podia ser mais, digamos, genérico. Algo que você poderia usar também - se tiver o corpo da Rainha e um bom punhado de $$$, afinal estamos falando de realeza. Xuxa usou um vestido de Patrícia Nascimento, escolhido a dedo por seu figurinista Marcelo Cavalcante. "Como ela veio vestida de preto da última vez, achei que um branco com ouro ficaria bem", nos contou Marcelo. Sem contar no anel de 50 brilhantes da joalheria Miranda Castro. (Entenderam a parte do bom punhado de $$$?)

Quando um diamante usa 50 brilhantes...

Falar dos jurados pode soar repetitivo, pois o trio está sempre afiado - e ultimamente bem rígido - mas não tem como deixar o momento "Do Contra" de Jaime Arôxa de fora. O homem estava um mel, bonzinho, elogiando e até mesmo destoando da opinião dos colegas de bancada. Nem dá pra falar que o Jaime era o Malvado Favorito da noite...

Jaime ou Do Contra [*]: "se todos dão nota menor, eu dou maior; se derem maior, eu dou menor"
[*]Do Contra é um personagem que integra a Turma da Mônica, criação de Mauricio de Sousa. O menino recebeu esse nome por sempre expressar uma opinião contrária a de todos]

Acham que a gente está exagerando? Nem os participantes conseguiam esconder a surpresa com as considerações do jurado, famoso por sempre ter os maiores puxões de orelha e enxergar "defeitinhos" que 99,9% das pessoas não viu.

Jaime sendo bonzinho nos comentários?
É Dancing Brasil ou Apocalipse?!?

Não teve nenhum triplo 10, mas a maioria dos candidatos obteve boas notas, o que mostra mais uma vez o equilíbrio dos participantes dessa temporada. A surpresa ficou por conta de Marina Elali. A cantora que sempre se destaca, quase foi nocauteada - literalmente, já que seu forró foi ao som de K.O. de Pabllo Vittar - e ganhou sua nota mais baixa na competição. Só pode ter sido a emoção que atrapalhou a moça, pois ela não escondia a satisfação de dançar o ritmo pela primeira vez e encarou aquilo como uma homenagem ao seu avô, Zé Dantas, compositor do primeiro forró gravado NO MUNDO.



Já que falamos da "estreia" de Pabllo Vittar na setlist do programa, vamos a mais algumas: Robbie Williams, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso... Definitivamente, o Dancing é o programa mais eclético da TV e nós amamos isso. Olha só:

Abertura: Hey Pachuco! [Royal Crown Revue] (1991)

1. Marina Elali & Jefferson Andrade – K.O. [Pabllo Vittar] (2017)
Ritmo: Forró

2. Joana Maranhão & Bruno Coman – Great Balls of Fire [Jerry Lee Lewis] (1957)
Ritmo: Jive

3. Douglas Sampaio & Sarah Lage – Beyond the Sea [Robbie Williams] (2001)
Ritmo: Foxtrote

4. Geovanna Tominaga & Téo – Castle on the Hill [Ed Sheeran] (2017)
Ritmo: Tango

5. Hylka Maria & Fernando Perrotti – What a Wonderful World [Joey Ramone] (1996)
Ritmo: Quickstep

6. Rodrigo Capella & Flávia Café – Smooth [Santana ft. Rob Thomas] (1999)
Ritmo: Cha Cha Cha

7. Bárbara Borges & Marquinhos – You Raise Me Up [Josh Groban] (2003)
Ritmo: Valsa

8. Raissa Santana & Paulo Vítor – Valerie [Mark Ronson ft. Amy Winehouse] (2007)
Ritmo: Quickstep

9. Eduardo Pelizzari & Dani De Lova – Bleeding Love [Leona Lewis] (2007)
Ritmo: Rumba

10. Isabel Fillardis & Caio Vini – Human [Rag’n’Bone Man] (2016)
Ritmo: Paso Doble

Dança em grupo
Time vermelho: Bárbara, Capella, Geovanna, Hylka e Joanna – Pense e Dance [Barão Vermelho] (1988)

Time Branco: Douglas, Dudu, Isabel, Marina e Raíssa – SKA [Os Paralamas do Sucesso] (1984)

Voltando às notas...  O placar parcial mais uma vez não funcionou e, dessa vez, até "estragou" um pouco a surpresa do placar final. Além de não ficar pronto a tempo da nossa Rainha anunciar as notas parciais, o que faz a atração perder tempo, dessa vez os participantes que já estavam na zona de risco na primeira "mostra" foram os mesmos do final, deixando o desfecho da disputa bem previsível.

Nem se Douglas e Marina ganhassem os tão disputados 3 pontos extras, conseguiriam sair da zona de risco

A sintonia entre Xuxa e Lelê rendeu mais uma vez ótimos momentos de descontração. Destaque para nossa Rainha imitando o sotaque carioca de Douglas Sampaio, contagiando até mesmo os jurados.


No encerramento dos blocos, fomos surpreendidos com empresas muito conhecidas dos fãs: Espaço Laser e Casa X apareceram em merchandising projetados no chão do palco como era feito nas temporadas anteriores com os patrocinadores.

Na parte da Espaço Laser, a loira até mostrou as pernas depiladas...


Com o fim das apresentações das duplas era hora da novidade: as danças em grupo. Os participantes foram divididos em dois grupos - 5 duplas em cada - e a proposta era apresentar uma coreografia em que todos dançassem juntos, podendo misturar vários ritmos em uma só dança. Foi difícil escolher quem se saiu melhor e o suspense tomou conta do programa. Como há muito tempo não fazia, Xuxa agitou a plateia pedindo a opinião sobre qual o melhor grupo, o que deixou o clima ainda mais empolgante.

_ Quem vai ganhaaaaaar? Menino ou Menina?
Não, pera....

Diante dos votos de Jaime e Fernanda, sobrou para Paulo Goulart desempatar a votação. O homem se empolgou tanto que até quebrou a plaquinha.

Paulo se empolga tanto que até quebra a plaquinha...
Aqueles erros que são os acertos!

O time vermelho venceu, o que acabou com as chances dos participantes que estavam na zona de risco desde o início se livrarem da incomoda situação. Disputaram a preferência do público: Marina Elali, Isabel Fillardis, Joanna Maranhão e Douglas Sampaio. Embora Joanna tenha conseguido os 3 pontos extras da dança em grupo, a nadadora, mesmo assim, ficou na berlinda. As mulheres se deram bem e Douglas não conseguiu aprovação popular suficiente para permanecer na competição. O rapaz enfrentou sua quarta zona de risco.



Falando em mulheres, ao final da atração, nossa Dancing Queen contou que o próximo programa será uma espécie de homenagem às mulheres, já que sua exibição acontecerá na véspera do Dia Internacional da MulherA gente precisa dizer que mulher deveria ser homenageada no próximo dia 07/03?

Você sabe, não sabe?


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...