quinta-feira, 13 de julho de 2017

7 convites que Xuxa recebeu para atuar, mas não pôde aceitar

Por: Leandro Franco

Não é novidade para ninguém que Xuxa sempre foi uma participação cobiçada por qualquer tipo de produção de entretenimento. TV, cinema ou teatro... não importa. Ainda que a loira não domine a arte da interpretação, sua presença sempre foi um chamariz de audiência.
Mesmo com tantos anos de carreira não é difícil listar todas as “participações especiais” de Xuxa. A tarefa se complica quando pensamos em quantos convites a Rainha recebeu e que não chegaram a se concretizar, pois nem tudo chegou a ser divulgado.
Dentre os que chegaram a conhecimento do público, separamos sete convites que acabaram na gaveta “hoje-não-um-outro-dia-quem-sabe” da mesinha de Xuxa.


1.   Ninho da Serpente


Em 1982, Xuxa era a modelo mais disputada das passarelas e revistas e tanto sucesso claro que chamaria a atenção dos outros meios de comunicação. A TV Bandeirantes (hoje, Band) tinha um núcleo de teledramaturgia e produzia suas novelas com relativo sucesso. Entre abril e agosto daquele ano foi ao ar a novela “Ninho da Serpente”.
A trama, que retratava a dissolução dos valores morais da elite paulistana através do enriquecimento por conta de uma herança de um patriarca quatrocentão, já vinha obtendo bons índices de audiência e queria “dar o bote”, trazendo a musa da vez para o folhetim. Xuxa participaria de alguns capítulos interpretando ela mesma. Não aconteceu e a notinha da revista Amiga foi o que restou para a posteridade.





2.   Peter Pan - O Musical


Em 1985, já como apresentadora infantil da Rede Manchete, Xuxa recebeu um convite tentador do diretor Maurício Sherman: interpretar Peter Pan no TEATRO! A ideia era que a peça estreasse em 1986 e a loira se mostrou empolgada com a possibilidade de dar vida ao “menino que nunca cresce”:

“Vou ter que voar igual Peter Pan e preciso fazer um trabalho intenso de musculação, além de tomar aulas de jazz e empostação”



Sherman também parecia compartilhar da mesma empolgação, como contou a colunista Hildergard Angel:




O Jornal O Globo ainda deixou claro que as características de menino não seriam problema:



Cortar os cabelos não era problema, mas conciliar as gravações do Xou da Xuxa, os ensaios e apresentações da peça seria. Com isso, o musical acabou indo, literalmente, para a Terra do Nunca. Quase dois anos depois, Xuxa ia parecia ter uma certa frustração por não ter conseguido levar aos palcos a história do amigo da Sininho.

Trecho da entrevista concedida em setembro de 1987


Mas nada como o tempo, Xuxa pôde fazer as duas coisas que não fez em 86, anos depois: cortou os cabelos (em 1999) e interpretou Peter Pan numa das histórias para o quadro “Era Uma Vez” de seu programa “Xuxa no Mundo da Imaginação”, gravada em julho de 2003 e exibida em outubro daquele mesmo ano.

Xuxa caracterizada como Peter Pan, em julho de 2003,
ao lado de Chico Anysio (Capitão Gancho) e Debby (Wendy)



3.   Dhora


Essa é literalmente uma história não contada. Em 1989 havia o projeto de se fazer uma minissérie chamada Dhora, de autoria de Mário Prata e Dagomir Marchezi, com produção da Rede Globo. E de quem seria o papel principal? Xuxa! Pelo menos é que publicou a revista Amiga, na época.
A minissérie nem chegou a ser produzida e não se sabe se foi em razão da nossa protagonista não poder aceitar o trabalho. Lembrando que em 1989 Xuxa começou a dar os primeiros passos para sua carreira internacional, além de continuar no comando de dois programas: Xou da Xuxa e Bobeou Dançou.





4.   Sai de Baixo



Já imaginaram Xuxa no famoso Largo do Arouche, aguentando as provocações de Ribamar, as reclamações de Edileuza, as burrices de Magda e as maracutaias de Caco e Cassandra? Sai de Baixo, a sitcom exibida pela Globo entre 1996 e 2002, tinha como uma de suas pretensões trazer Xuxa para a o dia a dia da família falida do Arouche.


A participação de Xuxa começou a ser noticiada em julho de 1997. A loira seria um clone de Caco Antibes (Miguel Falabella), no episódio “Se clonar, clonou”.
Na história, a família tenta clonar Caco Antibes, mas Magda (Marisa Orth) esquece uma calcinha em cima da máquina de duplicar seres e o resultado é um segundo Caco com cara de Xuxa.


E por que com cara de Xuxa? A ideia surgiu porque nos bastidores havia uma piada entre os atores de que Falabella era um clone de Xuxa que deu errado. Resolveram então botar isso no papel e Daniel Filho, diretor da época, fez o convite. A loira aceitou, mas não chegou a marcar a data da gravação, que esperava-se que acontecesse entre agosto e setembro daquele ano.
Mesmo sem Xuxa, o episódio foi ao ar em 30/11/1997 e o papel de clone acabou sobrando para Adriane Galisteu.



5.   Te Quiero Xuxa (versão de “I Love Lucy”)


Em meados de 1997 a imprensa começou a noticiar que Xuxa iria estrelar a sitcom dos seus sonhos. A Rainha gravaria um remake em espanhol do seu seriado preferido: I Love Lucy, que seria traduzido para "Te Quiero Xuxa", uma produção da CBS americana. As gravações ocorreriam no exterior (Espanha ou México) e tudo parecia estar no caminho certo. Xuxa estava animada e chegou a dar depoimentos sobre a nova empreitada:


Xuxa em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, 25/05/1997)


As gravações foram agendadas para dezembro/97 e janeiro/98 e até mesmo Silvio Santos entrou na história cedendo um de seus estúdios para que Xuxa pudesse adiantar algumas gravações não precisando perder tempo com tantas horas de vôo. Só que em dezembro daquele ano, Xuxa descobriu que estava grávida e o projeto foi cancelado. Confira:


Neste vídeo, Xuxa fala da admiração pela atriz Lucille Ball 
e conta porque não levou o projeto adiante



6.   Malhação


Se a gravidez complicaria as gravações de “Te Quiero Xuxa”, ela seria perfeita para o papel que foi cogitado para a loira na novela juvenil eterna da Rede Globo, Malhação. Em março de 1998, convidaram Xuxa para interpretar uma mãe relapsa, Cristine, que perde o filho num dia de sol na praia. A participação duraria quatro capítulos. Provavelmente, esse seria um desafio para a loira, alguém consegue imaginar Xuxa com cara de mãe relapsa? Impossível!




7.   A Escrava Mãe


A novela da Record TV, autoria de Gustavo Reiz, contava a história de Juliana, a mãe da Escrava Isaura, e foi ao ar entre maio/2016 e janeiro/2017 (as gravações aconteceram em 2015). O autor chegou a escrever um pequeno papel para Xuxa, pois já imaginava a dificuldade da loira em conciliar seus compromissos profissionais, a apresentação do Xuxa Meneghel e ainda as gravações da novela. Mesmo assim, não deu certo e o papel que era de Xuxa foi para Luciana Vendramini. Para não deixar todo mundo na vontade, a loira encarnou a protagonista “Xuliana” numa divertida esquete que foi ao ar no programa Xuxa Meneghel #50 (01/08/2016).

Os bastidores de "Xcrava Mãe", esquete feita para o Xuxa Meneghel
em agosto de 2016

Depois de ver todos esses convites a gente tem uma certeza: esses diretores e autores estavam mais que certos em querer Xuxa em suas produções. Afinal, se até o que ela não faz vira notícia, imagina se fizesse...

Xuxa: notícia até quando não aparece...
Tá podendo, não tá?

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...